Dados Iniciais

O que é Linux?

Veja a história do Linux no arquivo abaixo.

Já Usou Linux.pdf (694705)

 

 Linux é ao mesmo tempo um kernel (ou núcleo) e o sistema operacional que roda sobre ele, dependendo do contexto em que você encontrar a referência. O kernel Linux foi criado em 1991 por Linus Torvalds, então um estudante finlandês, e hoje é mantido por uma comunidade mundial de desenvolvedores (que inclui programadores individuais eempresas como a IBM, a HP e a Hitachi), coordenada pelo mesmo Linus, agora um desenvolvedor reconhecido mundialmente e mais representativo integrante da Linux Foundation.

O Linux adota a GPL, uma licença de software livre – o que significa, entre outras coisas, que todos os interessados podem usá-lo e redistribuí-lo, nos termos da licença. Aliado a diversos outros softwares livres, como o KDE, o GNOME, o Apache, o Firefox, os softwares do sistema GNU e o OpenOffice.org, o Linux pode formar um ambiente moderno, seguro e estável para desktops, servidores e sistemas embarcados.

Apoio: http://www.acheperto.com/

O que são Distribuições Linux?

As distribuições Linux na realidade são o próprio Linux sendo distribuido com jeitos diferentes. Tome por exemplo uma montadora de automóveis, ela vai usar o mesmo motor e o mesmo chassi para fazer carros com modelos diferentes, um tem direção hidráulica, outro com vidros e travas elétricas, um é sedan, outro hatch e assim por diante. Notem que todos embora tenham recursos diferentes tem a mesma base - o mesmo chassi e o mesmo motor e vários outros detalhes iguais por ser da mesma montadora. Assim é o Linux, todas as distribuições usam a mesma base, a diferença entre elas é que umas já vem com alguns aplicativos instalados e noutra terá de instalar. Algumas criam um tema e um papel de parede diferentes mudando o visual, mas trabalham em cima do mesmo Kernel e da mesma fonte de aplicativos que as outras.

Quando achamos uma distribuição que facilita o uso do Linux por causa dos acessórios (aplicativos úteis) instalados acabamos dando preferência a ela, mas todas tem o mesmo potencial desde que entendamos o que precisa ser configurado ou instalado. Isso é bem diferente do carro que não tem como mudar o padrão vindo de fábrica, mas no Linux nós podemos customizá-lo deixando de um jeito que se adapte mellhor ao que queremos.

Apoio: http://www.acheperto.com/

O que é Debian?

 

O Debian foi iniciado em agosto de 1993 por Ian Murdock, como uma nova distribuição que seria feita abertamente, no espírito do Linux e do projeto GNU. O Debian deveria ser feito cuidadosamente e conscienciosamente e ser mantido e suportado com cuidado similar. Ele começou como um grupo pequeno de desenvolvedores de Software Livre e cresceu gradualmente para se tornar uma comunidade grande e bem-organizada de desenvolvedores e usuários. Veja a história detalhada.

Já que muitas pessoas perguntaram, Debian é pronunciado /ˈde.bi.ən/. O nome vem do nome de seu criador, Ian Murdock, e sua esposa, Debra.

 

Projeto Debian é uma associação de indivíduos que têm como causa comum criar um sistema operacional livre. O sistema operacional que criamos é chamado Debian GNU/Linux, ou simplesmente Debian.

Um sistema operacional é o conjunto de programas básicos e utilitários que fazem seu computador funcionar. No núcleo do sistema operacional está o kernel. O kernel é o programa mais fundamental no computador e faz todas as operações mais básicas, permitindo que você execute outros programas.

Os sistemas Debian atualmente usam o kernel Linux. O Linux é uma peça de software criada inicialmente por Linus Torvalds com a ajuda de milhares de programadores espalhados por todo o mundo.

No entanto, há trabalho em andamento para fornecer o Debian com outros kernels, primeiramente com o Hurd. O Hurd é um conjunto de servidores que rodam no topo de um micro kernel (como o Mach), os quais implementam diferentes características. O Hurd é software livre produzido pelo projeto GNU.

Uma grande parte das ferramentas básicas que formam o sistema operacional são originadas do projeto GNU; daí os nomes: GNU/Linux e GNU/Hurd. Essas ferramentas também são ferramentas livres.

Claro que o que todos queremos são aplicativos: programas que nos ajudam a conseguir fazer o que desejamos fazer, desde edição de documentos até a administração de negócios, passando por jogos e desenvolvimento de mais software. O Debian vem com mais de 29000 pacotes (softwares pré-compilados e empacotados em um formato amigável, o que faz com que sejam de fácil instalação em sua máquina) — todos eles são livres.

 

É mais ou menos como uma torre: Na base dela está o kernel. Sobre ele todas as ferramentas básicas e acima estão todos os outros softwares que você executa em seu computador. No topo da torre está o Debian — organizando e arrumando cuidadosamente as coisas, de modo que tudo funcione bem quando todos esses componentes trabalham em conjunto.

http://www.debian.org/intro/about

Apoio: http://www.acheperto.com/

O que significa UBUNTU?

Linux é seguro?

 Podemos dizer que sim. Visto que para instalar programas e outras coisas precisa da senha do administrador do sistema isso impede que programas mal-intencionados se instalem no computador. Infelizmente pessoas maliciosas estão aprendendo a usar Linux e estão embutindo malwares (softwares maliciosos)  em alguns aplicativos e disponibilizando para downloads na internete, para se proteger disso é só instalar aplicativos direto dos repositórios, usando instaladores do sistema ou fazendo downloads diretos, em vez de ficar baixando da internet sem saber a procedencia. Caso necessite de algum aplicativo específico que não tenha no repositório do seu sistema Linux só deixar a mensagem aqui ou direto no fórum de seu sistema.

Apoio: http://www.acheperto.com/

Como está organizado o Linux?

A raiz do sistema é representado pela:    /

 

 

 

Nesta raiz estão as seguintes pastas ou diretórios: bin, boot, dev, etc, home, lib, media, mnt, opt, proc, root, sbin, selinux, srv, sys, tmp, usr, var.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Considerando a pasta home: Quando você se deparar com a expressão salve em sua pasta home não se refere a esta pasta e sim a pasta que leva o seu nome de usuário.

Obs.: A imagem é do endereço: http://thiagonascimento.info/blog/2010/09/17/diretorios-linux-o-que-significa-cada-um/

Apoio: http://www.acheperto.com/

Diagrama do Kernel do Linux

Este Diagrama eu copiei de um usuário do Facebook de nome Rock Linux


Apoio: http://www.acheperto.com/

É tudo realmente livre?

 Você deve estar pensando: porque as pessoas gastam tantas horas de seu tempo para escrever software, empacotá-lo cuidadosamente e então dá-lo? As respostas são tão variadas como as pessoas que contribuem. Algumas pessoas o fazem porque gostam de ajudar outras pessoas. Muitos escrevem programas para aprender mais sobre computadores. Mais e mais pessoas estão procurando maneiras de evitar o preço inflado do software comercial. Uma grande multidão contribui como agradecimento por todo o bom software livre que receberam dos outros. Muitos na universidade criam softwares para fazer com que os resultados de suas pesquisas tenham um maior e melhor uso. Empresas ajudam a manter o software livre para que possam ter uma palavra em como ele se desenvolve -- não há maneira mais rápida de conseguir uma característica do que desenvolvê-la você mesmo. Claro que vários de nós apenas acha isso muito legal!

 

O Debian é tão compromissado com o software livre que decidimos que seria útil que esse compromisso fosse formalizado em um documento escrito. Assim, nosso Contrato Social nasceu.

Apesar do Debian acreditar no software livre, há casos em que as pessoas querem ou precisam colocar software não-livre em suas máquinas. Sempre que possível, o Debian suportará esses usuários. Há ainda um número crescente de pacotes cujo único trabalho é instalar software não-livre em sistemas Debian.

http://www.debian.org/intro/about

Apoio: http://www.acheperto.com/

O que são os comandos Linux?

 São diretrizes que você passa para o sistema fazer. No início do Linux a comunicação entre usuário e sistema era apenas pelo Terminal, (uma janela escura onde você digitava o que queria que o sistema fizesse), lógico numa linguagem que o sistema conhecia. Esses pedidos ficaram conhecidos como Comandos.

 

 

 

 

 

 

Hoje no modo gráfico onde você simplesmente vai clicando com o mouse, por trás dos aplicativos e das janelas que se abrem, os comandos ainda continuam sendo usados só que ocultos aos nosso olhos.

Por exemplo: Se clico no botão desligar eu estou dando o comando poweroff pro sistema.

Se digitar esse comando no terminal como root o sistema fará o mesmo que você clicar no botão desligar.

Apoio: http://www.acheperto.com/

Os principais comandos Linux.

Veja no link abaixo sobre eles.

 

http://www.comandoslinux.com/

Apoio: http://www.acheperto.com/

O que é a memória Swap?

Memória Swap é uma memória "virtual". Significa que ela não tem um suporte físico como a memória RAM. A memória virtual criada pelo sistema operacional, utilizando o espaço livre no disco rígido, de forma a complementar a memória RAM. A memória Swap deverá ser uma memória sobresalente, em situações em que a memória RAM não é suficiente para armazenar dados de uma determinada aplicação.

Em máquinas com mais de um giga de ram no linux ela acaba nem sendo usada. 

Veja o exemplo abaixo.

Trata-se de um netbook, processador 1.6 GB e 2 GB  de ram.

Coloquei a máquina virtual trabalhar, abri o Songbird e coloquei tocar, abri o Writer, Emesene, algumas janelas do Nautilus, Gedit, Evolution, Chromium com várias abas. Como da pra ver acima foi usado 665 megas de ram e zero de Swap, o processador que ficou sobrecarregado mas deu conta do recado. Isso leva a crer que a memória Swap em máquinas mais novas acaba sendo desnecessária. Mas muitos ainda acostumados com o uso dela a pouco tempo atrás, se sentem inseguros se não deixa-la habilitada.

O instalador do Linux está programado para reservar uma porcentagem da partição na hora que se executa a instalação. Quando não é possível impedir a criação desse espaço da Swap, é só depois com um live cd apagar esse espaço e mudar para ntfs, fat, ou até mesmo ext4, onde será usado o espaço para guardar arquivos. 

Veja abaixo.

Como pode ver acima, no Hd não tem memória Swap e isso não prejudica em nada o uso do sistema.

Lógico, isso se tratando de computadores pessoais. Em empresas e em computadores com uso em trabalhos específicos, para segurança é melhor mantê-la. 

Apoio: http://www.acheperto.com/

O que são versões Stable, Testing e Unstable?

 Stable -  Nesta versão já foram feitos todos os testes possíveis nas ferramentas e aplicativos procurando achar erros e quando fica definido que está tudo em ordem é então montada a iso com todos esses aplicatovs e ferramentas. Depois é disponibilizada para Download como versão estável. Nessa versão quase não há atualizações.

 

Testing - Nesta versão se concentram as ferramentas e aplicativos para testes. É formada uma iso com tudo que se precisa testar e disponibilizada para Download para que os usuários possam instalar e usar relatando qualquer falha encontrada na instalação e no uso. Passam-se vários meses fazendo esses testes e sempre que se encontra algum erro é corrigindo e atualizado o aplicativo ou a ferramenta com a correção feita. É por isso que nessas versões toda semana aparecem um monte de atualizações a serem feitas. Depois de feitos todos os testes é então gerada a versão stable. 

 

Unstable - Esta versão é de desenvolvimento. Aqui é como se fosse o laboratório de testes, onde mexe-se em toda a estrutura das ferramentas e aplicativos. Só desenvolvedores e usuários avançados conseguem trabalhar com essa versão. Ela não está disponível para download como iso, apenas se consegue ter acesso aos pacotes por meio do instalador adicionando o repositório no sources.list. Assim que se passa por essa fase de desenvolvimento os aplicativos e ferramentas são enviados para ser gerada a iso testing.

 

Para uma definição mais completa voce pode acessar o link abaixo.

http://www.minimedia.com.br/?page_id=321

Apoio: http://www.acheperto.com/


Itens: 1 - 13 de 13